DATA E HORA

CIDADE DE CABO FRIO - ESTADO DO RIO DE JANEIRO -

QUEM SOU EU

Minha foto
OBJETIVO DESTE BLOG É ENSINO DA PALAVRA DE DEUS E DIVULGADOR DAS SANTAS ESCRITURAS. OBJETIVO TAMBÉM É DIVULGAR E PROMOVER A EBD, TRAZENDO IDEIAS E NOTÍCIAS DESTA TÃO IMPORTANTE ORGANIZAÇÃO DA IGREJA. QUE DEUS NOS ABENÇOE.

propaganda

propaganda

Viersiculos

25/09/16

Lição 1 – RESGATANDO A VISÃO MISSIONÁRIA




Lição 1 – RESGATANDO A VISÃO MISSIONÁRIA 
Texto Bíblico: Atos 1.1-14. 

“Quando a Igreja perde de vista o seu chamado de ser a portadora do Evangelho para o mundo, ela vira um clube religioso como outro qualquer, simplesmente cuidando das necessidades e dos interesses dos seus membros.” 
(Chistopher Marques) 1

 INTRODUÇÃO:
         O autor britânico Patrick Johnstone escreveu o livro: “A igreja é maior do que você pensa”. Uma obra que visa reacender a chama da evangelização mundial em cada um de nós e consequentemente em cada Igreja local. A Igreja é maior do que pensamos no tempo: porque a Igreja foi planejada por Deus na eternidade e o seu destino é estar com Deus por toda a eternidade. A Igreja é maior do que pensamos no tamanho: porque a Igreja deve encarar o desafio da evangelização mundial até os confins da terra. A Igreja é maior do que pensamos em estrutura: porque devemos fazer as possíveis correções que nos ajudarão a tornarmos mais eficazes no cumprimento da missão.
   A ressurreição de Jesus Cristo foi o grande ponto de partida para que os discípulos abrissem a visão e levassem a mensagem do Evangelho até os confins da terra. A missão da pregação universal foi delegada por Jesus aos seus servos no primeiro século, se estendendo a todos nós até a sua volta. Devemos anunciar enquanto vivemos a expectativa do grande dia.

                                                
O que aconteceu com a Igreja? É tempo de resgatarmos a visão missionária em nossas vidas, famílias e Igrejas! 

ANALISANDO OS FATOS
 
 Segundo alguns comentaristas, o Evangelho de Lucas e Atos dos Apóstolos resultam de um único esforço literário. No mundo antigo, eram comuns as obras que consistiam em várias partes ou livros. Segundo Champlim, “Juntas, essas duas obras formam o mais completo registro histórico de como se desenvolveu a nova religião revelada em torno da personalidade do Senhor Jesus Cristo.”
2 Após longa investigação, Lucas dedicou o seu livro a Teófilo (Lc 1.3; At 1.1). O nome significa “querido a Deus”. “É provável que ele já fosse cristão, e que Lucas escreveu seu livro para ajudar a ele, e a outros como ele, a ter um relato fidedigno dos começos do cristianismo.” 
3 Portanto, é uma mensagem para todos os cristãos, em todos os tempos. A palavra “até” (1.2) indica que no livro de Atos estudamos o que Jesus continuou a fazer por intermédio dos seus discípulos após ter sido levado por Deus ao céu (1.9). O Evangelho de Lucas termina com uma breve referência à ascensão de Jesus (Lc 24.50-53) e Atos inicia com relatos do mesmo fato. É uma prova de que a promessa foi cumprida: “...e eu estarei convosco todos os dias, até o final dos tempos” (Mt 28.20).
                                                   
 1 Marques, Cristopher. Um novo olhar para a missão da igreja. São Paulo: Editora Reflexão. 2015.
Antes de ser levado ao céu, Jesus tomou algumas providências para que seu ministério continuasse na terra. Passou 40 dias treinando os apóstolos (1.3). Eles receberam a ordem para permanecerem em Jerusalém à espera da promessa do Pai (1.4). A descida do Espírito Santo estava condicionada à subida de Cristo (Jo 16.7). “O lugar do ‘fracasso’ haveria de ser o território da vitória. O mesmo lugar onde Cristo foi humilhado, ali deveria também ser exaltado. O palco do padecimento deveria ser também o cenário do derramamento do Espírito”.4
A Igreja precisava de algo que a preparasse para cumprir um ministério de alcance mundial. Proclamar aquilo que Cristo havia realizado era a ordem a ser cumprida. Só no poder do Espírito Santo tal obra poderia ser realizada (Jo 15.5; Lc 24.49). O Espírito Santo viria para habitar na Igreja e capacitar a todos que assumissem a responsabilidade de testemunhar acerca do Cristo (1.5). 
Os apóstolos fizeram uma pergunta que demonstrou a lentidão deles em entender a natureza espiritual do Reino de Deus (1.6). Marshall diz que a pergunta deles poderia se tratar de uma reflexão da esperança judaica de que Deus estabelecesse Seu domínio de tal maneira que o povo de Israel ficasse livre dos seus inimigos (especialmente os romanos) e fosse estabelecido como nação que subjugaria os demais povos. Mas “o Reino de Deus não é terreno, mas espiritual. Seu trono é estabelecido no coração das pessoas, não nas embaixadas e governos”. 5 O que era mais importante era a tarefa imediata dos discípulos, que era a de agir como testemunhas de Jesus desde Jerusalém até aos confins da terra (1.7).

Porque devemos resgatar a visão missionária em nossas vidas, famílias e Igrejas?
                                             
 2 Champlin, R. N. O Novo Testamento Interpretado Versículo por versículo. São Paulo. Candeia. 3 Marshall. Atos introdução e comentário. São Paulo. Mundo Cristão. 1988. 
4 Hernandes Dias Lopes. Atos a ação do Espírito Santo na vida da igreja. São Paulo. Hagnos. 2012.

1°) PORQUE É PLANO DE DEUS.
A Bíblia revela o plano de Deus: “... todos os confins da terra verão a salvação do nosso Deus” (Is 52.10). Estamos seguindo uma linha histórica estabelecida por Deus e revelada em Atos (1.11). Primeiro, Jesus voltou ao Céu. Segundo, a descida do Espírito Santo. Terceiro, a Igreja “militante” assume a tarefa de testemunhar até os confins da terra. Por fim, a volta de Cristo (Parousia). Nós somos parte e devemos executar o plano. Estamos vivendo o período de testemunho e missão que antecederá a volta de Cristo (Mt 24.14).
Não há outro plano. A Igreja recebeu o poder para testemunhar. Nossa vida precisa estar comprometida com o plano de Deus. O apóstolo Paulo foi um bom exemplo ao dizer: “Mas em nada considero a vida preciosa para mim mesmo, contanto que eu complete a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus” (At 20.24). Dar testemunho, este é o plano!

2°) PORQUE TODO CRISTÃO TEM UMA RESPONSABILIDADE GLOBAL (1.8).
A ordem de Jesus foi para que a mensagem fosse proclamada. O Reino de Deus deveria propagar-se por todas as regiões. Os apóstolos originais de Jesus cumpriram a Grande Comissão levando a mensagem do Evangelho de Jerusalém, na palestina, à Samaria e no mundo Mediterrâneo. Agora faz parte da tarefa da Igreja completar essa Grande Comissão, levando a mensagem até os confins da terra.
                                                   
 5 Hernandes Dias Lopes. Atos a ação do Espírito Santo na vida da igreja. São Paulo. Hagnos. 2012.

Se somos salvos hoje, foi porque alguém foi fiel à ordem de Jesus e nos transmitiu o Evangelho. A coisa mais graciosa que temos a fazer neste mundo, após experimentar a beleza e o poder de Jesus, é compartilhar tal experiência com outras pessoas. O nosso “testemunho” é o resultado do que vivemos ao lado de Jesus. O Mestre nos chamou para sermos suas “testemunhas”, ou seja, relatar aquilo que experimentamos após sermos alcançados pela graça de Deus. Isso poderá implicar em sérias consequências diante do mundo em trevas (Jo 15.20). Os relatos de Lucas nos demais capítulos do livro de Atos irão demonstrar o Senhor enviando, livrando, curando e mesmo quando alguns pagaram com a própria vida por amor a Cristo, viram a glória de Deus (7.55).

PARA PENSAR E AGIR:
Missões são as diferentes iniciativas humanas para promover a missão de Deus. Precisamos desenvolver estratégias para alcançar, simultaneamente, com a mensagem do Evangelho: a nós mesmos (1Co 9.27), a nossa família, os nossos parentes, os nossos vizinhos, os nossos amigos, os nossos conhecidos e as pessoas que não conhecemos. Missões é responsabilidade de todos e tarefa de cada um!
Os discípulos voltaram para Jerusalém em obediência ao Mestre Jesus (1.12,13). Eles permaneceram unidos e em oração (1.14). Temos uma grande comissão que só será realizada com a Igreja unida e em constante oração. Nossa obediência será revelada com as seguintes atitudes:

 1°) Orar pela evangelização mundial;

 2°) Falar pessoalmente às almas perdidas, testemunhando do que realmente vimos; e

3°) Investirmos financeiramente, ofertando para sustentar a obra missionária.

PERGUNTAS PARA DISCUSSÃO EM CLASSE
1. Estamos substituindo a mensagem do Evangelho por um diálogo de tolerância com a humanidade decaída? Estaríamos, hoje, entregando nossos pensamentos às especulações e deixando de lado a tarefa de sermos testemunhas de Jesus?

2. Uma estatística no passado revelou que, em média, cada cristão investe o equivalente ao valor de uma “latinha” de refrigerante por ano na obra missionária. Por que isso acontece? De que forma podemos reverter este triste quadro?
3. Como pode uma Igreja cumprir a grande comissão em nossos dias? Quais estratégias podemos utilizar?
               Excelente Aula que Deus nos abençoe.
                                                                                
Fonte:www.batistafluminese.org.br 



17/09/16

CONGRESSO MULTIPLIQUE REGIONAL


Revista Palavra e Vida 4 Trimestre - FATOS PARA HOJE- O livro de Atos dos Apóstolos





FATOS PARA HOJE

   O livro de Atos dos Apóstolos também chamado por muitos de “Atos da Igreja de Jesus Cristo”, contém inúmeras histórias que inspiram o leitor devotado e atento a ser um instrumento nas mãos de Deus. Estudar Atos é uma oportunidade de analisar a essência da Igreja de Cristo e o cuidado de Deus em guiar, proteger e orientar o seu povo. É um livro que revela o nosso “DNA”, nos instrui quanto às características que nos diferem e nos aponta o caminho seguro para simplesmente sermos uma Igreja. Também é um livro que nos motiva ao enchimento do Espírito Santo. Neste quarto trimestre de 2016 vamos investigar algumas histórias em busca dos princípios que nos permitirão cumprir as ordens do nosso Mestre Jesus.

      O médico Lucas escreveu Atos, provavelmente na segunda metade do primeiro século. Seus 28 capítulos são relatos que comprovam que a história de Jesus não terminou com Jesus. Os cristãos deram continuidade, participando ativamente da ação de Deus para alcançar os pecadores. Veremos que pessoas como nós, formaram a chamada “Igreja Primitiva”. Irmãos que aceitaram o desafio e, cheios do Espírito Santo, testemunharam acerca dos mistérios de Deus. Os resultados se estenderam até os nossos dias e deverão continuar por toda a eternidade. Daí a importância de avaliarmos os princípios (algumas disciplinas que são predominantes na Igreja de Jesus Cristo e que carecem da nossa atenção) que fizeram a diferença no primeiro século e com a devida contextualização, evidenciá- los hoje.

      A Igreja somos nós! Nossa expectativa é que após o estudo dedicado de cada lição, o aluno assuma o compromisso de agir de acordo com os princípios que fizeram da Igreja de Jesus Cristo uma comunidade separada, cheia do poder de Deus e com uma mensagem capaz de revolucionar o mundo. Vamos juntos em busca dos fatos que nos ajudarão a saber o que aconteceu com a Igreja. É tempo de retornarmos aos princípios bíblicos que levaram nossos irmãos no passado a serem chamados de cristãos (At 11.26). 
                                                Bom trimestre! 

Revista Palavra e Vida 4 Trimestre - FATOS PARA HOJE- O livro de Atos dos Apóstolos








FATOS PARA HOJE

   O livro de Atos dos Apóstolos também chamado por muitos de “Atos da Igreja de Jesus Cristo”, contém inúmeras histórias que inspiram o leitor devotado e atento a ser um instrumento nas mãos de Deus. Estudar Atos é uma oportunidade de analisar a essência da Igreja de Cristo e o cuidado de Deus em guiar, proteger e orientar o seu povo. É um livro que revela o nosso “DNA”, nos instrui quanto às características que nos diferem e nos aponta o caminho seguro para simplesmente sermos uma Igreja. Também é um livro que nos motiva ao enchimento do Espírito Santo. Neste quarto trimestre de 2016 vamos investigar algumas histórias em busca dos princípios que nos permitirão cumprir as ordens do nosso Mestre Jesus.

      O médico Lucas escreveu Atos, provavelmente na segunda metade do primeiro século. Seus 28 capítulos são relatos que comprovam que a história de Jesus não terminou com Jesus. Os cristãos deram continuidade, participando ativamente da ação de Deus para alcançar os pecadores. Veremos que pessoas como nós, formaram a chamada “Igreja Primitiva”. Irmãos que aceitaram o desafio e, cheios do Espírito Santo, testemunharam acerca dos mistérios de Deus. Os resultados se estenderam até os nossos dias e deverão continuar por toda a eternidade. Daí a importância de avaliarmos os princípios (algumas disciplinas que são predominantes na Igreja de Jesus Cristo e que carecem da nossa atenção) que fizeram a diferença no primeiro século e com a devida contextualização, evidenciá- los hoje.

      A Igreja somos nós! Nossa expectativa é que após o estudo dedicado de cada lição, o aluno assuma o compromisso de agir de acordo com os princípios que fizeram da Igreja de Jesus Cristo uma comunidade separada, cheia do poder de Deus e com uma mensagem capaz de revolucionar o mundo. Vamos juntos em busca dos fatos que nos ajudarão a saber o que aconteceu com a Igreja. É tempo de retornarmos aos princípios bíblicos que levaram nossos irmãos no passado a serem chamados de cristãos (At 11.26). 
                                                Bom trimestre! 

17/07/16

CELEBRANDO A RECUPERAÇÃO NA EBD



Primeira Igreja Batista Em São Cristóvão
Rua Marquês de Olinda-397
São Cristóvão
Cabo Frio RJ.

02/07/16

Aula Inaugural do 3º Trimestre-16

                                                                                                                                                          

VENHA ESTUDAR A BÍBLIA CONOSCO.
PRIMEIRA IGREJA BATISTA EM SÃO CRISTÓVÃO
SÃO CRISTÓVÃO-CABO FRIO-RJ
RUA MARQUÊS DEOLINDA -397.

Pensamento sobre a Bíblia


LIVRO ECLESIASTES OU PREGADOR